Apresentação de Gerbil: Margot x Fred – Parte 1

Antes de iniciar minha a saga com as a apresentação dos gerbos, vou falar um pouco do que consegui evidenciar:

1 – Gerbos são MUITO territorialistas e qualquer coisa será motivo para brigas;

2 – Quando a fêmea está no CIO a apresentação é quase imediata;

3 – Passado o período do CIO a regra 2 pode falhar;

4 – Em qualquer apresentação sempre há um gerbil submisso;

5 – Só para a apresentação no último caso: SIM, a apresentão dá MUITO trabalho e se possível, deve ser evitada.

Sabendo de tudo isso, vamos à saga!

A Margot é uma PEW (Branca de olhos rosa) e tinha por volta de 7 meses de idade. Já havia sido mãe de uma ninhada de 5 filhotes.

O Fred é um Topaz de 5 meses que nunca havia cruzado.

Motivo da apresentação: O Fred estava com uma irmã e é uma péssima ideia o cruzamento consanguíneo entre gerbos.

A apresentação

Nunca coloque os gerbos juntos diretamente. Cada vez que algum uma briga de um machuca o outro a dificuldade da apresentação dar certo aumenta. Então, preste atenção aos sinais de briga:

Roer as grades de separação: sinaliza que quer a qualquer custo pegar o outro

Bater os pés no chão: significa que o gerbil está se sentido ameaçado e vai atacar. (Se for macho e fêmea, pode ser que a fêmea esteja no CIO!)

Curvar-se: se o gerbil curvar-se (semelhante a um C) significa que está pronto a atacar.

Eriçar os pelos das costas: pelo que vi isso quer significa estar MUITO enfurecido!

Importante: Não demonstre nervosismo durante a apresentação. O seu medo e apreensão passa para os animais, deixando tudo e todos tensos!

Acostumando os animais entre si:

Para a apresentação usei uma gaiola, que separava os dois no terrário.

Deixei cada um deles por 24 horas em cada ambiente, ou seja, a cada 24 horas deixava um deles solto no terrário e o outro dentro da gaiola.

Isso seguiu-se por 2 dias.

Tentando a apresentação direta

No terceiro dia, em um ambiente neutro (usei uma cadeira), tentei a apresentação direta.

Antes de soltar os dois na superfície da cadeira, usei uma luva grossa para intervir separar alguma eventual briga e não correr o risco de tomar uma mordida!

Eles se cheiraram e o Fred emitia um som como se fosse um pio, mostrando estar submisso.

Passados 10 minutos sem sinais de briga, os coloquei em uma caixa organizadora, limpa e só com sementes de girassol. Eles ficaram por mais 20 minutos sem demonstrar sinais de briga.

Coloquei-os, então no terrário onde ficariam o comportamento deles continuou.

Depois da apresentação

Quatro dias após a apresentação do Fred e da Margot ter sido bem sucedida, a Margot entrou no CIO.

O comportamento submisso do Fred também seguiu, até que dois dias após o cruzamento, os dois brigaram.

Os dois tiveram ferimento com sangue e tive, então, que passar pela segunda apresentação.

No próximo post conto como fiz a segunda apresentação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *